Dicas de Higienização e Conservação do EPI

O equipamento de proteção individual ou simplesmente EPI é um item de uso obrigatório a todos os trabalhadores que atuem como empregados sob regime da CLT e que estejam expostos aos riscos ocupacionais.

O fornecimento e o treinamento de utilização deve ser oferecido pelo empregador, de forma totalmente gratuita para o trabalhador. Cabe a ele, contudo, zelar pela sua qualidade, fazer seu correto uso e continuo durante sue trabalho.

Normalmente, o primeiro contato que o trabalhador tem com o EPI é durante a integração, quando ele chega na empresa pela primeira vez.

É nesse momento que ele será apresentado para a empresa e algum de seus colegas de trabalho e será informado sobre seus direitos e obrigações. Saberá também quais são os riscos e agentes que existem no setor onde vai trabalhar e receberá os EPI’s, será ensinado de como utilizá-los e depois assinará a Ficha de EPI, documento obrigatório.

Mas é no dia a dia que as dúvidas surgem: como lavar o meu protetor auricular (auditivo)? Como conservar melhor meu calçado de segurança? Quando devo jogar fora a luva velha? Vamos dar algumas dicas importantes para você.

Como lavar e cuidar melhor do EPI – Equipamento de Proteção Individual

Alguns EPI’s devem ser lavados todos os dias – tudo dependerá do tipo de atividade desenvolvida, do EPI e da exposição ao qual o EPI fica.

Por exemplo: Ao final do dia, ao retirar o protetor auditivo você nota que ele parece sujo, empoeirado. O que fazer?

Se ele for um EPI descartável, basta descartá-lo no local correto, contudo se ele for permanente é necessário que você o lave com sabão neutro e água corrente e o deixe secar até o dia seguinte.

• Capacete: passe um pano úmido, ao final do dia, para retirar o excesso de sujeira. Caso esteja trincado ou sem a fita não o utilize e solicite um novo capacete ao responsável pela entrega de EPI;

• Óculos: ao final da jornada pode lavá-lo com sabão neutro ou detergente. Não utilize se estiver embaçado ou trincado e ao lavar não utilize esponja, apenas suas mãos. Seque com papel toalha ou toalha macia.

• Respirador: passe pano úmido ao final do dia e seque com papel toalha ou toalha macia, troque os filtros sempre que necessário;

• Calçado: deixe descansar no período que estiver fora do trabalho, na sombra. Uma vez a cada quinze dias ou mês lave-o e seque-o também na sombra. Não utilize se estiver rasgado, furado ou danificado e também não utilize fora do trabalho;

• Luva, mangote e perneira: lave ao final do dia com sabão neutro e deixe secar na sombra. Não utilize se apresentar estrago e também não utilize para outros fins fora do trabalho;

• Protetor auditivo: lave ao final do dia para retirada de sujeiras e secreção do ouvido. Deixe secar naturalmente, na sombra. Não corte os fios do protetor. Dê um nozinho ao lado de um deles e sempre utilize aquele lado no mesmo ouvido. Cuide-se para não desenvolver uma infecção no ouvido.

• Uniforme: apesar de nem sempre ser um EPI, os uniformes também devem ser cuidados para não prejudicar a saúde e integridade física dos trabalhadores. Lave-o sempre que necessário e não utilize o seu uniforme de trabalho, especialmente se for EPI (aventais, roupas térmicas, etc) fora do ambiente de trabalho onde ele é obrigatório. Se apresentar danos, solicite a substituição.

Em caso de dúvida, procure o Técnico de Segurança da sua empresa ou responsável pela entrega dos EPI’s.

Fonte: DDS Online

Deixe uma resposta