Como o smartphone pode contribuir para o ganho de peso?

Um novo estudo mostrou que passar mais de 5 horas no celular eleva risco de obesidade em 43%

Dados mostraram que 25% das pessoas acima do peso e 5% das obesas costumam utilizar o celular por muito tempo.

O uso excessivo de smartphones e outros dispositivos eletrônicos já vem sendo associado a inúmeros problemas de saúde física e mental. Agora, novo estudo acrescenta mais um item à lista: obesidade. De acordo com os pesquisadores, indivíduos jovens que passam cinco ou mais horas diárias usando o celular estão 43% mais propensos a se tornarem obesos. O risco é ainda maior para as mulheres: elas apresentam o dobro do risco de ficar com excesso de peso em comparação com os homens.

Os dados revelaram que 25% das pessoas acima do peso e 5% das obesas costumam utilizar o celular por muito tempo. A pesquisa ainda sugere que indivíduos que usam o celular de forma excessiva estão duas vezes mais propensos a ingerir bebidas açucaradas, como refrigerante, fast-food e doces. Além disso, eles apresentam menor propensão a se exercitar. Esses comportamentos estão relacionados ao desenvolvimento de obesidade.

“Gastar muito tempo na frente de um smartphone facilita o comportamento sedentário, reduz o tempo de atividade física, o que aumenta o risco de morte prematura, diabetes, doenças cardíacas, diferentes tipos de câncer, desconforto osteoarticular e sintomas musculoesqueléticos”, explicou Mirary Mantilla-Morrón, principal autor do estudo, ao Daily Mail.

Obesidade no Brasil

Atualmente no Brasil já se fala que 55% dos brasileiros estão acima do peso. O aumento da obesidade foi maior entre a população adulta de 25 a 44 anos. Já o excesso de peso é maior entre indivíduos jovens, de 18 a 24 anos. Esses números poderiam ser parcialmente explicados pelo aumento do uso do smartphone e outros dispositivos móveis a população.

Como fugir da obesidade?

A solução para fugir da obesidade e do excesso de peso é praticar atividade física — a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos por semana. Ou seja, menos de 25 minutos por dia.

Além disso, é necessário ter uma alimentação balanceada que inclua pelo menos 400 gramas diárias de frutas e legumes, manter o consumo de carne vermelha em 300 a 500 gramas por semana — e de preferência optar pela carne branca, como frango e peixe.

É válido consumir 25 gramas diárias de fibras, que podem ser encontradas em alimentos como aveia, feijão, linhaça e arroz, por exemplo. Também vale cortar ao máximo o consumo de produtos processados e ultraprocessados, incluindo fast-food.

Fonte:
https://veja.abril.com.br/saude/saiba-como-seu-smartphone-pode-contribuir-para-o-ganho-de-peso/

Deixe uma resposta